Terapia de Casal


A terapia de Casal é uma forma de intervenção psicológica que tem a relação de casal como foco do processo terapêutico.


A terapia centra-se não só, nas emoções, pensamentos e nas respostas afectivas de cada membro do casal, como também no padrão de interacções que ocorre entre os dois.


De acordo com uma conceptualização sistémica, pode assumir-se que um problema que ocorre na relação é devido à combinação das respostas intra e interpessoais dos membros do casal e aos padrões de comunicação que se instalam.


Também se sabe que as emoções, pensamentos e crenças de cada membro do casal acerca de si e da sua relação estão associadas aos níveis actuais e futuros de harmonia ou desarmonia na relação. A interacção do casal está também associada aos padrões relacionais precoces, de cada um dos seus membros, por outras palavras, com o tipo de vinculação que cada um estabeleceu com os seus pais (ou cuidadores) na família de origem.


Qualquer dos membros do casal pode sentir mais ou menos vontade de marcar uma consulta; esse desejo deve então ser discutido com o parceiro no sentido de perceberem porque surge essa necessidade e se ambos estão dispostos a ir às sessões de terapia.


No caso de um dos membros não querer, ou achar desnecessário, o outro membro pode sempre marcar consulta individual para abordar o tema da relação. Poderá ser então um processo individual (e não de casal) que inevitavelmente conduzirá a algumas mudanças.


A terapia de casal pode conduzir a uma união mais gratificante e sólida ou a uma separação, isso nunca dependerá do psicoterapeuta, mas sim do evoluir do processo, do crescimento e consciencialização de ambos e da vontade de cada um. E, como se sabe, quando um não quer, dois não dançam.


Mesmo nos casos em que a separação é o fim, a terapia de casal ajuda a que este seja mais sereno e envolva menos sofrimento, assim como contribui para o estabelecimento duma relação parental saudável, o que é essencial quando há filhos da relação. Contribui também para que futuras relações corram melhor.


Na primeira sessão o terapeuta guia o casal na avaliação dos aspetos que cada um aponta como estando na origem do mal-estar actual e são identificadas estratégias que o casal utiliza para lidar com os problemas. Pode haver um momento de avaliação individual para cada um, mas nem sempre.


A terapia prossegue em sessões conjuntas, embora, nalguns casos, possa haver algumas sessões individuais para ambos.

Seja qual for o caso, e o seu desfecho, a terapia de casal conduzirá sempre a uma escolha mais livre e mais consciente, a um crescimento individual e a mudanças nos padrões relacionais.

0 visualização

Copyright 2019 espsial.com